segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Velvet Goldmine





O que aconteceu com o rock naqueles anos entre o fim da era paz e amor e a explosão da fúria punk ? O Glam rock e a sua estética over dos collants ,da maquiagem , da purpurina , e sobretudo da ambiguidade sexual . O filme mostra em flashback a trajetória da diva Glam máxima : Brian Slade (obviamente David Bowie) vivendo no limite entre a pessoa e o personagem que ele criou . O diretor Todd Haynes mescla muito bem uma boa história de ficção com fatos reais (sobretudo o babado que rolou entre Iggy Pop e David Bowie ) , e muitas referências a acontecimentos , lendas , nomes , lugares e canções ligadas a cena Glam , desde o titulo ate pequenos detalhes . Esse artifício de roteirização, conhecido como "film à clef", é utilizado frequentemente: uma história real disfarçada em ficção. O filme é também uma declaração de amor à época do disco , quando escutar um vinil do seu artista predileto era quase um ato solene.


Mas o Glam não era uma apenas uma pantomima , e não falta boa musica na trilha. Como Bowie se recusou a ceder os direitos de suas canções para o filme , a solução foi agrupar canções clássicas de outros artistas glam , à composições novas compostas / tocadas/ executadas por figuras como Thom Yorke (Radiohead), Mark Arm (Mudhoney) , Thurston More (Sonic Youth) - a banda Venus in furs - Bernard Butler (Suede) , e Brian Molko (Placebo) que assume a influencia glam dando as caras no filme como vocalista da banda Flaming Creatures. Ah , e um dos produtores do filme é Michael Stipe do REM. 

Todd Haynes é um diretor cujo grosso da obra é composto por filmes-biografias, reais ou disfarçadas de astros da música (Karen Carpenter Superstar, todo feito com animação de bonecas Barbie, e  Bob Dylan I’m Not There ). também é identificado ao movimento do Novo cinema Gay , que busca mudar a imagem através da qual a comunidade é retratada no cinema.

Titulo Original : Velvet Goldmine
Diretor : Todd Haynes
Ano : 1998
País : UK / USA
Awards : Independent Spirit Awards / Cannes Festival / BAFTA /  London Critics Circle Film Awards / Edinburgh International Film Festival / Oscar (indicação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...