quinta-feira, 29 de outubro de 2009

O medo devora a alma


Apenas 30 anos após o término da segunda guerra mundial, Rainer Werner Fassbinder dirigiu esse belíssimo filme que toca justamente na ferida mais incômoda da Alemanha: a do racismo e intolerância que levaram o país à derrocada três décadas antes. O filme conta a estória de um improvável relacionamento amoroso entre Emmi, uma solitária viúva alemã, e um imigrante marroquino mecânico de automóveis, com toda a série de dificuldades e constrangimentos enfrentados pelo casal em virtude da intransigência da família e da sociedade. O garoto prodígio Rainer Werner Fassbinder escreveu e dirigiu este filme com apenas 28 anos (e também faz uma ponta como o genro de Emmi), e já tinha o seu estilo e predileção por abordar em seus filmes temas controversos e personagens do submundo alemão, assim como o cotidiano de pessoas simples e comuns.



Rainer conhecia bem o underground, era homossexual e vivia um estilo de vida alternativo (o que infelizmente o levou à uma prematura morte por overdose aos 36 anos como o dândi do "novo cinema alemão"). Ele parecia escolher à dedo os lugares mais fundo de poço e caindo aos pedaços que conhecia para as locações de seus filmes, o que dava uma ambientação perfeita para suas estórias. Da mesma maneira que " O Ano com 13 luas ", esse é um filme que aborda temas áridos com muita sensibilidade e respeito. Sou um enorme admirador do seu cinema, e o considero como o maior diretor da new wave alemã (ao lado de Herzog)


Titulo original : Angst essen Seele auf
Diretor : Reiner Werner Fassbinder
Ano : 1974
País : Alemanha
Awards : Cannes




...

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...