quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Sob o Sol de Satã





Donissan é um jovem pároco que vive uma crise de fé e vocação, psicologicamente torturado frente aos dilemas morais que vive, e aos seus próprios instintos humanos. Sua mente está no limite da insanidade por conta de sua pura dedicação à luta invisível entre as forças do bem e do mal, e sua sinceridade como padre. Um dia, cruza com uma misteriosa figura por uma estrada, que afirma ser satã em pessoa, do qual recebe o dom de "ver através das pessoas". Ao mesmo tempo, um homicídio abala o cotidiano de sua paróquia, e Donissan se lança à redenção da alma da jovem assassina.




Eis um filme especial, que apresenta uma rede de conexões igualmente bastante interessante, que amplificam em muito o seu interesse. A obra conquistou em sua época a palma de ouro em Cannes, mas o seu diretor Maurice Pialat foi obrigado a receber o prêmio sob uma chuva de vaias e insultos. Tamanho desprezo da audiência pode ser explicado pelo apelo do filme "Asas do desejo", de Wim Wenders, favorito que concorria no mesmo ano pela Palma de Ouro, mas também por outras razões menos evidentes. 

Maurice Pialat (morto em 2003) era um diretor particular. Egresso do teatro (Sob o sol de satã tem um formato bem teatral) e da pintura, e dirigiu o seu primeiro filme apenas com a idade de 43 anos (então ainda posso ter esperanças !!). Mesmo sendo da mesma geração dos diretores da Nouvelle vague, sempre declarou publicamente seu desprezo pelo movimento, que considerava pretencioso e ultra valorizado. Talvez pelo ressentimento de não ter conseguido filmar à mesma época que seus congêneres o faziam, direcionava sua ira especialmente contra François Truffaut, que era essencialmente um diretor "clássico". Para ele, um filme não deve ser explicativo ou narrativo. Na sua concepção,  o publico deve ser arrebatado pelo diretor antes mesmo (ou sem jamais mesmo) compreender a história do filme.

Em Sob o Sol de Satã, seguiu rigorosamente a direção de contar a trama num tom alegórico , minimalista ,que vai se distanciando da realidade na medida que o filme avança , com um resultado final bastante sombrio e reflexivo em torno das questões de fé, fanatismo, religiosidade e vida clerical. Era assim o seu cinema. Os diálogos são quase teatrais (ele é egresso do teatro). Ao receber a Palma de Ouro pelo filme, respondeu à chuva de vaias e insultos com um sonoro "Podem me detestar, eu também não gosto de vocês", destilando o rancor de uma vida contra um sistema no qual sempre se considerou excluído.

Outro motivo de tamanha impopularidade pode ter sido a referência bibliográfica em torno da qual construiu o filme. Baseado no romance de mesmo nome do escritor francês Georges Bernanos, lançado em 1928. Bernanos é de fato um sujeito longe de ser considerado uma unanimidade entre a intelectualidade francesa, via de regra modernosa, urbanóide e socialista. Bernanos seria então o próprio arquetipo do sacripantas:  um monarquista ( ! ), membro ativo de uma organização de extrema direita ( ! ). Declarou simpatia pelo regime de Franco ( ! ), e tinha idéias anti-semitas ( ! ), muito embora, ao final de sua vida, parece ter se redimido de todos estes pecados, ou pelo menos declarou redenção.

Ele era também apegado aos valores interioranos e pastoris da "velha França",  (o intelectual francês é alérgico à esta idéia) como se vê nota no filme em questão, e também em O Diário de um padre, filme baseado no livro do qual também é o autor, no qual repete o mesmo tema do pároco-de-roça-em-crise-de-fé. Mesmo quando se auto-exilou no Brasil, durante a ocupação Nazi da França, preferiu viver longe dos grandes centros, em Itaipava, Juiz de Fora e Barbacena, onde emulou seu ideal arcadiano de criador de gado.

Trata-se enfim, de um filme que é antes de tudo bom, mas que também traz em torno de si toda uma história, e merece a visita. 


Titulo original : Sous le soleil de Satan
Diretor : Maurice Pialat
Ano : 1987
País : França
Awards: Cannes (vencedor da Palma de ouro) / César Awards

2 comentários:

  1. Ei, pega leve nos filmes que não posso baixar tudo agora! É muita coisa boa pra assistir, meu deus!

    EXCELENTES FILMES!!!!!

    ResponderExcluir
  2. Tranquilo Joker , os posts ficam arquivados no link " arquivo do Blog " , pra quando vc quiser/puder baixar .. Valeu ! ..

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...