terça-feira, 3 de novembro de 2009

Onde Ninguém Tem Alma


Westworld é um sórdido complexo de diversões para adultos, um resort situado em um futuro delirante, onde tudo pode acontecer, inclusive sexo, tortura e violência. Dividido em três "mundos": Velho oeste, Roma antiga e Idade média, os ricos têm a chance de viver suas fantasias, sem riscos ou consequências, como se fossem habitantes comuns desses lugares perdidos no tempo. Porém todos os figurantes do parque são androides, sob os quais os frequentadores vivem suas fantasias, que repentinamente passam a exibir um senso de independência fora do usual, e então as coisas começam a andar bastante mal para os pobres hóspedes.




Um filme que corre todo tenso, paranoico, violento e estranhíssimo, e com aquele impagável traço sujo setentista. Uma reflexão em torno das três leis da robótica, estabelecida anos antes por uma das mentes mais brilhantes do sécuo XX, o russo Asimov. Em um nível mais profundo o filme revive uma das fantasias humanas mais antigas: a do Pygmalion: o clone inanimado humano que subitamente ganha vida. Yul Brynner ainda estava entre nós, e brilhantemente robótico como o pistoleiro elétrico (enquanto aproveitava para auto-sabotar um dos seus trabalhos mais celebrados: o cowboy de Sete homens e um destino !).


Titulo Original : Westworld
Diretor : Michael Crichton
Ano : 1973
País : USA
Awards : Nenhum



Um comentário:

  1. Em um episódio da era de ouro dos Simpsosn (" Na terra de comichão e coçadinha ") esse filme é todo homenageado , um parque temático do gato e o rato , e por aí vai...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...