segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Faces


Um típico casal de classe média alta enfrenta uma grave crise conjugal em função da rotina e do tédio . No limiar da separação , cada um dá o seu jeito de preencher o espaço destinado ao afeto de alguma maneira : o esposo se aproxima de uma prostituta para executivos já meio rodada , e a esposa se envolve com um patético galã de subúrbio. Esse angustiante filme é mais uma análise da decadência no sonho americano , do inovador diretor americano John Cassavetes , feita literalmente na cara (faces !) dos seus personagens , cujos sonhos despedaçados são duramente mostrados ao sufocado expectador . 



O inusitado movimento de câmeras por entre os personagens e a crueza das cenas dá um tom de realismo , que somado ao peso do tema e a completa ausência de esperança , fazem de Faces uma experiência que pode até exaurir um expectador que aprecie comédias românticas , gênero do qual inclusive este filme é a antítese completa , já que John tem a intenção de causar ressaca na audiência. Por causa disso Cassavetes morreu solenemente ignorado pelo público Yankee , pois mesmo que retratasse personagens genuinamente americanos em seus filmes , o fazia enfatizando o vazio existêncial , à moda francesa (o cara era adorado na Europa) . Faces é tido como o seu filme mais representativo (assim como Uma mulher sob a influência , já postado aqui).




Titulo Original : Faces
Ano : 1968
Diretor : John Cassavetes
País : USA
Awards : Leão de Ouro em Veneza / Oscar / National Society of Film Critics Awards, USA / Writers Guild of America, USA


...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...