sexta-feira, 30 de julho de 2010

Nicholas e Alexandra


Baseado na relação pessoal entre o ultimo Czar russo , Nicholas , e a sua esposa alemã Alexandra , o filme narra de maneira acurada , em quase três horas , o ocaso do império russo e da dinastia dos Romanov , tendo como pano de fundo a revolução , a guerra civíl e o caos social que assolou o país nas primeiras décadas do século XX. Para quem assistiu Rasputin , esse filme é mais do que indicado , ou simplesmente aos que adoram história , história russa ou simplesmente apreciam um bom filme.



Trata-se de uma produção britânica feita em plena guerra fria , e é curioso perceber como Lenin é tratado como um oportunista pragmático , Trotsky como um revolucionário altivo e Stalin como um acecla menos dotado (e o coadjuvante viraria patrão anos depois !) . Uma beleza de obra ..

Título orginial : Nicholas and Alexandra
Ano : 1971
Diretor : Franklin J. Schaffner
País : UK
Awards : BAFTA / Globo de Ouro / Academy awards

LINK PARA TORRENT

LINK PARA TORRENT OPCIONAL

LINK PARA LEGENDA

...

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Feios , Sujos e Malvados


Giacinto vive em um barraco numa favela no centro da eterna Roma , juntamente com uma infinidade de filhos , parentes e agregados , todos pobres e marginais , num esquema de completa degradação social , mas sobretudo moral : todos estão de olho no dinheiro que Giacinto ganhou numa indenização , e só esperam uma chance para botarem a mão na bolada ...


Esse é um dos meus filmes prediletos de todos os tempos , uma jóia , cheio de qualidades , impagável . Me lembro que na época fiquei bastante surpreso no quilate da favela em plena Roma , com vista para a catedral de São Pedro e tudo mais ! O filme segue a linha das comédias italianas setentistas , mas vai além : serve como o protótipo do gênero , tamanha a sua qualidade. Filmaço do Ettori Scola que o tornou célebre dentro do cinema italiano , imperdível !!



Título original : Brutti sporchi e cattivi
Ano : 1976
Diretor : Ettori Scola
País : Itália
Awards : Cannes / Chicago International Film Festival

LINK PARA TORRENT

LINK PARA TORRENT OPCIONAL

LINK PARA LEGENDA

...

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Uma relação pornográfica



Uma mulher coloca um anúncio em uma revista desejando encontrar um parceiro para realizar determinada perversão sexual. Ambos se encontram todas as semanas , e sem saber absolutamente nada um do outro , desenvolvem uma relação que acaba se mostrando mais convencional do que poderia se supor.


Filme que usa da fantasia universal de se fazer sexo com estranhos para tratar da complexidade por trás das relações amorosas , independente do tipo . Traz uma forte assinatura do cinema francês , e é bastante simples e honesto para concluir que sexo e amor , embora possam coexistir , são duas coisas bem diferentes : o sexo é simples e o amor complicado . Não há pornografia alguma , pelo contrário , o clima é bem austero e adulto . Um filme melancólico e reflexivo.

Título original : Une liaison pornographique
Ano : 1999
Diretor : Frédéric Fonteyne
País : França / Bélgica / Suíça / Luxemburgo
Awards : Festival de Veneza / Toronto International Film Festival / Thessaloniki International Film Festival Grécia / Hong Kong International Film Festival / Karlovy Vary International Film Festival / Reykjavik Film Festival Islândia / European Union Film Festival Africa do Sul / British Independent Film Awards / European Film Awards / European Union MEDIA Prize / Film Critics Circle of Australia Awards / Joseph Plateau Awards / Namur International Festival of French-Speaking Film / Prêmio Sant Jordi de Cinema / Tromsø International Film Festival

LINK PARA TORRENT

LINK PARA TORRENT OPCIONAL

LINK PARA LEGENDA

...

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Sereia



Esse filme conta a biografia de Alisa , uma menina que vive dentro da sua própria realidade , e que tem um dom meio fantástico de mudar a vida de todos ao seu redor . Então chega o dia em que Alisa descobre o amor e se revela finalmente para o mundo . Mas é quando ela percebe que não consegue mudar as coisas em favor dela mesma.




Lindo filme , com uns toques meios surreais e dark , cheio de comentários existênciais , mas também um olhar sobre a Rússia pós comunista e a maneira como as mudanças afetaram o cotidiano das pessoas , porém sem lhes preencher o vazio interior vigente naquela nova sociedade de consumo (os novos magnatas russos e diversos slogans publicitários mostrados ao longo do filme ilustram muito bem essa idéia , numa boa sacação) . Um filme sensacional .


Título original : Русалка
Ano : 2007
Diretor : Anna Melikyan
País : Russia
Awards : Festival do Rio / Festival de Berlim / Sundance / Dublin Film Festival / Frauenwelten Tübingen / Helsinki International Film Festival / Wisconsin Film Festival / Leids Film Festival / Chicago International Film Festival / Istanbul FilmEkimi / Karlovy Vary International Film Festival / Karlovy Vary International Film Festival / Vladivostok International Film Festival / Festival de Moscow / Kinotavr Film Festival

LINK PARA TORRENT

LINK PARA LEGENDA

...

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Verão Eterno


Jonathan e Shane são dois garotos bem diferentes que se tornam amigos por força das circunstâncias em uma escola de Taiwan . Enquanto Jonathan é um aluno modelo e de personalidade frágil , Shane é o tipo bad boy , e mesmo em meio as diferenças os dois constroem uma sólida amizade . Com a chegada da bela Carrie na escola , o convivío passa da amizade entre os dois garotos à um conturbado triângulo amoroso envolvendo os três .


Filme para quem aprecia cinema low-key , ou está no clima para isso . Não é apenas um "filme gay" , mas uma bonita estória de amizade , escolhas , amores . Cândido mas eloquente , além de muito bem feito. O cinema de Taiwan (e seus diretores , como Ang Lee de O Segredo de Brokeback Mountain) vem ganhando fama internacional por serem realizados fora do esquema censura-forte da China , ou pau-puro de Hong Kong , optando por temas mais pessoais ou controversos.

Título original : Sheng xia guang nian
Ano : 2006
Diretor : Leste Chen
País : Taiwan
Awards : Pusan International Film Festival Coréia / Tokyo International Film Festival / London Lesbian and Gay Film Festival / Karlovy Vary International Film Festival / Cambridge Film Festival UK / Japan International Gay and Lesbian Film Festival / Munich Asia Filmfest / Paris Gay and Lesbian Film Festival / Grenoble Gay and Lesbian Film Festival França / Taipei Gonlden Horse Film Festival

LINK PARA TORRENT

LINK PARA TORRENT OPCIONAL

LINK PARA LEGENDA

...

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Porque eu sonho



Leolo é um menino sensível que vive com a sua família de desajustados em um cortiço na Montreal dos anos 50 . Mas para escapar do seu cotidiano árido e caótico o garoto cria para si um alter-ego , Léolo Lanzone , filho de um tomate siciliano , e que vive em um mundo de sonho e fantasia enquanto cresce e descobre os mistérios da vida.


Um filme repleto de situações bizarras envolvendo doença mental , fezes , sexo e animais , e ainda assim muito bonito e sutil , que vai conduzindo o espectador para um estado mental nostálgico e cativante , através de uma atmosfera poética , entre o trágico e o belo . Um filme fantástico , cheio de lirismo e realmente arrebatador , imperdível para os cinéfilos de coração sensível .

Título original : Léolo
Ano : 1992
Diretor : Jean-Claude Lauzon
País : Canada / França
Awards : New York Film Festival / Fantasporto / Cannes /  Montreal Canadian Film Festival / Vancouver International Film Festival / Valladolid International Film Festival / Toronto International Film Festival / Genie Awards

LINK PARA TORRENT

LINK PARA LEGENDA

...

quinta-feira, 15 de julho de 2010

O Homem que caiu na terra


Thomas Newton é um casto alienígena que cai na terra , aparentemente numa missão para levar água ao seu planeta e a sua família . Para isso , Newton usa a sua ciência avançada e cria patentes de artigos eletrônicos e de alta tecnologia , e em pouco tempo se torna um magnata com dinheiro suficiente para construir uma nave espacial que irá levá-lo de volta ao seu planeta . Mas o governo yankee desconfia de suas origens e entra na trama .



Curioso filme que , desde o seu lançamento , já alcançou um status cult , por ser estiloso , longo e complexo demais para a audiência média. Na verdade o filme não é apenas lapso de lógica ou continuidade , mas traz aquela aura meditativa e calma dos filmes de Nicolas Roeg , que sempre gostou mesmo de confundir . A versão desse release é a versão do diretor , portanto mais completa e factível.


David Bowie se encontrou nesse papel : um alienígena etéreo e meio andrógino , justamente tudo aquilo que se esforçava para parecer na década de 70 . Bowie ainda aproveitaria temas que compôs para o que seria a trilha sonora do filme (o que acabou não acontecendo por motivos contratuais) nos seus dois albuns seguintes , entre eles o fantástico e completamente etéreo Low. Bowie ficaria eternamente ligado ao personagem do filme . Um bom sci-fi para ser (re)descoberto..


Título original : The Man Who Fell to Earth
Ano : 1976
Diretor : Nicolas Roeg
País : UK
Awards : Berlin International Film Festival / Filmquart Film Festival / Mar del Plata Film Festival / Academy of Science Fiction, Fantasy & Horror Films, USA / World Science Fiction Society

LINK PARA TORRENT

LINK PARA LEGENDA

...

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Fantasmas


Nina é uma orfã que vive em uma instituição em Berlim , e enquanto realiza um trabalho comunitário conhece Toni , uma menina disfuncional e pela qual se sente imediatamente atraída. Ao mesmo tempo , em outro lado da cidade , a atormentada Françoise recebe alta de um sanatório . Ela e seu marido Pierre , ambos franceses , buscam por Marrie , uma filha há muitos anos desaparecida na mesma Berlim.


Fantasmas é um título que traduz exatamente este filme silencioso e frio .Uma reflexão sobre perdas e incertezas , solidão , e distância entre pessoas , mesmo que fisicamente próximas. Um filme propositalmente anti-clímax e doloroso , sobre duas estórias que não se relacionam mas que gradualmente convergem para afetar uma a outra . Um filme cool ...



Título original : Gespender
Ano : 2005
Diretor : Christian Petzold
País : Alemanha / França
Awards : Festival de Berlim / Festival de Cinema Independente de Buenos Aires / Schwerin Art Film Festival / Cinessonne Film Festival / Festival de Cinema de Varsóvia / Preis der Deutschen Filmkritik

LINK PARA TORRENT

LINK PARA TORRENT OPCIONAL

LINK PARA LEGENDA

...

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Pela graça recebida ...


Benedetto Parisi sofre uma queda e é levado às pressas até um hospital para receber uma cirurgia de emergência , e durante o procedimento , toda a sua vida passa diante de seus olhos . Mas o que Benedetto vê é uma vida inteira à sombra dos princípios religiosos que lhe foram imputados desde a infância , e dos quais jamais conseguiu se libertar por inteiro.



Esse obscuro e interessante filme italiano tem seu valor por contestar , mesmo que de maneira suave e tragicômica , o peso que a religiosidade pode exercer na formação da personalidade dos indivíduos  que cresceram sob esta espécie perversa de abuso psicológico , que irônicamente é completamente aceitável/desejável pelo senso comum : o temor do divíno . Impagável em certa parte do filme a sacação sobre a "Impotência do Onipotente " , ou seja , a incapacidade de se consumar o ato sexual em virtude do medo do castigo de Deus.



Como cinema o filme é uma raridade , do tipo que não existe mais : uma comédia italiana setentista , de apelo popular , cunho existêncialista e crítica social , e o melhor , cheio de italianices e paixão cinematográfica. É ótimo postar um filme italiano como esse por aqui , primeiro porque sou muito fã dessa safra de commedia all'italiana , e também como uma homenagem a Nino Manfredi , um ator/diretor ultra prolífico e de grande importância na cultura da bota.

Título original : Per grazia ricevuta
Ano : 1971
Diretor : Nino Manfredi
País : Italia
Awards : Cannes / Accademia del Cinema Italiano - Premi David di Donatello / Sindicato Nazionale Giornalisti Cinematografici Italiani

LINK PARA TORRENT

LINK PARA TORRENT OPCIONAL

LINK PARA TORRENT OPCIONAL

LINK PARA LEGENDA

...

sábado, 10 de julho de 2010

A Partida




Daigo é um violoncelista que toca junto à uma filarmônica em Tokio , mas quando a orquestra é subitamente dissolvida , se vê obrigado a retornar com sua esposa para a cidadezinha onde cresceu . Lá , o único emprego que consegue é o de 'Nokanshi' , ou seja , um preparador ritualista de cadáveres para o sepultamento. Entretanto , dentro do complexo pensamento nipônico , a profissão não é digna das melhores castas , pois lida com algo considerado impuro e maldito : a morte ...



Trata-se de um filme belo e tocante , capaz de pulverizar o coração mesmo do ser humano mais desprezível . Situado dentro da tradição do cinema japonês em retratar rituais e tradições próprias , e muito  embora uma inevitável atmosfera lúgubre permeie todo o filme , há um certo alívio cômico aliado a tantos outros temas explorados neste filme irretocável.


Título original : Okuribito
Ano : 2008
Diretor : Yôjirô Takita
País : Japão
Awards : Montréal Film Festival / China Golden Rooster and Hundred Flower Film Festival / Pusan International Film Festival Korea / Hawaii Film Festival / Australian Japanese Film Festival / Yokohama Film Festival / Palm Springs International Film Festival / Deauville Asian Film Festival / Istanbul Film Festival / Los Angeles Asian Pacific Film Festival / Seattle International Film Festival / Munich Asia Filmfest / Vienna International Film Festival / Tofifest Festival Polônia , entre outros


                    

quinta-feira, 8 de julho de 2010

O Estrangeiro



Meursault, um francês vivendo na então colonia da Argélia , mata um árabe na praia em um momento de lapso mental , e levado à julgamento , têm dificuldades em explicar a abstração que motivou o seu crime.
Fiel versão cinematográfica do espetacular livro do romancista-filósofo franco-argelino Albert Camus , que era ele mesmo um pied-noir , ou seja , um pé-negro - francês que vivia no Magreb (a Africa árabe do Mediterrâneo) , daí o seu conhecimento de causa.


O assassinato do livro já foi interpretado de inúmeras formas , mas o fato é que trata-se de uma obra magnífica , de diálogos aforismáticos e de teor existêncialista, mostrando um homem que vive como um autônomo em um mundo sem sentido , e nem sequer se dá conta disso , lidadndo apenas com o que a vida lhe entrega a cada momento.




Quem tem inclinações filosófico-epicuristas com certeza vai gostar muito desse filme , que ainda conta com a beleza mais do que comovente de Anna Karina. Essa postagem é também uma humilde homenagem à Camus, tão talentoso, morto precocemente em um acidente numa estrada na periferia de Paris. Sua obra me interessou pela primeira vez quando a enigmática canção Killing an Arab (The Cure) , me intrigou ao ponto de querer saber o que havia por trás dela.
Um filme sensacional , que merecia uma versão digital e restaurada . Ler o livro é uma dica preciosa também.




Título orginal : Lo Straniero
Ano : 1967
Diretor : Luchino Visconti
País : Itália / França / Argélia
Awards : Venice Film Festival / Rome Film Festival / Globo de Ouro

terça-feira, 6 de julho de 2010

Caramel


Em um bairro do setor católico de Beirute, a mais ocidental das metrópoles do oriente médio (já foi chamada de Paris do oriente), quatro amigas administram um salão de beleza de subúrbio, enquanto procuram, ao mesmo tempo lidar com os seus pequenos-grandes problemas pessoais ..



Filme de alma feminina, muito bonito e delicado, mas livre das afetações que praguejam o sub-gênero (lembrando inclusive os filmes de Almodovar), e que toca em singelas questões pessoais que podem até parecerem estranhas aos nossos olhos ocidentais que não conhecem o sectarismo de uma sociedade na trincheira entre dois mundos. Pode até dar uma impressão de Desperate housewives do mundo árabe, mas na verdade é um filme realmente encantador.




Título original : Caramel / Sukkar banat
Ano : 2007
Diretor : Nadine Labaki
País : Líbano / França
Awards : Festival Internacional de Cinema do Rio de Janeiro / Festival Internacional de Cinema de São Paulo / Cannes / La Rochelle Film Festival / Copenhagen International Film Festival / Toronto International Film Festival / London Film Festival / Festival de San Luis Argentina / London Women's Cinema from Tangiers to Tehran / Cleveland International Film Festival / Birds Eye View Film Festival UK / Istanbul Film Festival / Green Light Film Festival Islandia / Keswick Film Festival / Tokyo International Film Festival / Cinemanila International Film Festival Filipinas / Transilvania International Film Festival


segunda-feira, 5 de julho de 2010

Rasputin


Nos primeiros anos do século XX o Império Russo vivia tempos turbulentos em seu ocaso , como uma bomba relógio prestes a explodir ,e por todos os setores do país pairava o prelúdio da inevitável mudança social que transformaria para sempre o mapa político da velha Europa.



Foi nesse clima de colapso que a enigmática figura de Rasputin surgiu. Uma espécie de místico , curandeiro , charlatão e maníaco sexual , que conseguiu infiltrar-se no mais seleto grupo de poder em São Petesburgo : o círculo do Czar Nicolau , a ponto de influenciar diretamente as ultimas decisões políticas dos Romanov. Um filme que vai agradar muito aos fascinados pela história Russa.


Título Original : Rasputin
Ano : 1996
Diretor : Uli Edel
País : Hungria / USA
Awards : Globo de Ouro / Satellite Awards / Screen Actors Guild Awards / Directors Guild of America / American Society of Cinematographers / ACE Awards

LINK PARA TORRENT

LINK PARA TORRENT OPCIONAL

LINK PARA LEGENDA

...

quinta-feira, 1 de julho de 2010

A meia noite levarei a sua alma


Eu calculo que muitos leitores deste blog provavelmente já podem estar familiarizados com o universo de um dos melhores diretores de todos os tempos : José Mojica Marins , cuja pessoa acabou se fundindo com a do seu principal personagem , o coveiro Zé do caixão. Porém , tirando a prova dos 9 , é incrível como o personagem é tão conhecido por todos , habita no inconsciente das pessoas , mas tão poucos assistiram aos filmes verdadeiramente. Para mim Mojica é mais do que um grande diretor, mas um gênio, e um de meus heróis pessoais , um cara que sinceramente adoraria conhecer e tirar uma foto.



Eu sou um adorador fanático religioso deste filme (e da fase clássica de Mojica) , do tipo que tem a fita de vídeo (raridade!) , DVD , e com certeza terei em qualquer formato que venha a ser lançado , nem que seja no formato desestabilizador neuronal , porque este é um dos filmes que tem que se ter ! Há alguns anos um colega só me chamava de Mojica , ou mesmo de Demônio Palito , em homenagem à criatura bizarra da sequência Esta noite encarnarei no seu cadáver ..




O filme é uma jóia , e o mais importante da trilogia : Um coveiro sádico e ateu , de uma pacata cidade do interior , em um êxtase de arrogância e superioridade , tem a idéia de gerar um descendente perfeito , e não exita em eliminar os obstáculos. Zé é um personagem complexo e cativante , de grande personalidade , obcessivo e meticuloso , e não por acaso se tornaria um ídolo para os fã de cinema Cult em todo o planeta ( Mojica foi considerado gênio em vida pela revista Francesa Cahiers du Cinema , e a produtora americana Something Weird , a mais conceituada em cinema B do mundo lançou vários de seus filmes ) . Ele cita Nietszche sem saber , desafia Deus e zomba da fé das pessoas simples de sua cidade (na verdade Zé era dublado por uma voz potente que nada tem a ver com a de Mojica e seu português torto ) . Mas é no orgulho intelectual , e nos seus acessos de cólera que são puro expressionismo alemão , que está o charme do personagem .




As dificuldades materiais que Mojica enfrentou para realizar este clássico foram incríveis , e mesmo com tudo pronto ainda precisou enfrentar a censura federal , que por pouco não o prenderia sob a acusação de tratar-se de um débil mental perigoso . O Complemento literário perfeito para o filme é o espetacular livro " Maldito " do querido Andre Barcinski , que descreve a biografia deste heroi do cinema , Mojica (cuja vida daria um filme ainda melhor do que os seus) , e as desventuras deste sujeito simples que sem jamais receber educação formal teve desde cedo um incrível instinto cinematográfico . 
Roger Corman , o papa dos filmes B , chorou de emoção ao assistir a cena da procissão dos mortos , cujo negativo foi pintado à mão , quadro a quadro , num efeito incrível , e confessou " Eu não sou páreo para esse cara .. "

Clássico , para assistir de joelhos.





Título Original : A meia noite levarei a sua alma
Ano : 1964
Diretor : José Mojica Marins
País : Brasil
Awards : L'Ecran Fantastique / Prêmio Tiers Convention du Cinema Fantastique  / Festival de Cine Fantástico y de Terror de Sitges / Buenos Aires International Festival of Independent Cinema / NatFilm Festival Dinamarca

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...