quinta-feira, 8 de julho de 2010

O Estrangeiro



Meursault, um francês vivendo na então colonia da Argélia , mata um árabe na praia em um momento de lapso mental , e levado à julgamento , têm dificuldades em explicar a abstração que motivou o seu crime.
Fiel versão cinematográfica do espetacular livro do romancista-filósofo franco-argelino Albert Camus , que era ele mesmo um pied-noir , ou seja , um pé-negro - francês que vivia no Magreb (a Africa árabe do Mediterrâneo) , daí o seu conhecimento de causa.


O assassinato do livro já foi interpretado de inúmeras formas , mas o fato é que trata-se de uma obra magnífica , de diálogos aforismáticos e de teor existêncialista, mostrando um homem que vive como um autônomo em um mundo sem sentido , e nem sequer se dá conta disso , lidadndo apenas com o que a vida lhe entrega a cada momento.




Quem tem inclinações filosófico-epicuristas com certeza vai gostar muito desse filme , que ainda conta com a beleza mais do que comovente de Anna Karina. Essa postagem é também uma humilde homenagem à Camus, tão talentoso, morto precocemente em um acidente numa estrada na periferia de Paris. Sua obra me interessou pela primeira vez quando a enigmática canção Killing an Arab (The Cure) , me intrigou ao ponto de querer saber o que havia por trás dela.
Um filme sensacional , que merecia uma versão digital e restaurada . Ler o livro é uma dica preciosa também.




Título orginal : Lo Straniero
Ano : 1967
Diretor : Luchino Visconti
País : Itália / França / Argélia
Awards : Venice Film Festival / Rome Film Festival / Globo de Ouro

Um comentário:

  1. Falando um pouquinho mais da relação entre The Cure e " O estrangeiro " : Provavelmente o romance impressionou bastante à Robert Smith , pois Killing an arab foi o primeiro single da banda que chamou a atenção .. O nome da coletânea Standing on a beach , também é uma alusão ao romance. Talvez Smith tenha ficado , como todos os entusiastas de Camus , fascinado com o estado mental de Meursault ...

    Standing on the beach
    With a gun in my hand
    Staring at the sea
    Staring at the sand
    Staring down the barrel
    At the arab on the ground
    I can see his open mouth
    But i hear no sound
    I'm alive
    I'm dead
    I'm the stranger
    Killing an arab

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...