quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Mein Führer


Durante a segunda guerra, já às vésperas da derrocada final alemã, o ministro de propaganda nazista, Goebbels, tem uma ideia estranhíssima: chamar um renomado ator judeu, que se encontra deportado em um campo de concentração, para dentro da chancelaria do Reich, com o objetivo de ensinar ao Führer técnicas de representação teatral, com a finalidade de tornar um suposto discurso para levantar a moral do povo alemão, em um sucesso.


Impagável comédia alemã, que finalmente mais de 40 anos depois do vexame, exorciza geral os demônios nazi nesse filme muito bem sacado, que é imperdível para os aficionados em segunda guerra, mas dessa vez numa abordagem sacana e anárquica, e com certeza super inteligente nos detalhes. Obviamente todos os faisões dourados foram reduzidos a pó, sobretudo Hitler, mas o figuraça mesmo aqui é o Goebbels .


Na Alemanha a piada não pegou muito bem, já que além do óbvio incômodo que ainda rola por lá em torno do assunto, o filme é também totalmente politicamente incorreto (Hitler dormindo na cama no meio de dois judeus, ou de quatro no chão em baixo de sua adorada cadela Blondi) em se tratando de um tema tão delicado e que envolveu crueldade e genocídio. E ainda por cima o filme foi feito com dinheiro público, e isso lá é coisa sagrada. Mas, na boa, o filme é muito bom e merece absolutamente ser assistido.








Título original : Mein Führer Die wirklich wahrste Wahrheit über Adolf Hitler
Ano : 2007
Diretor : Dani Levy
País : Alemanha
Awards : Festival de Cinema do Rio de Janeiro / Festival de Cinema de São Paulo / Paris German Film Festival / Festival de Berlin / Copenhagen International Film Festival / German Film Festival in Argentina / Barcelona Jewish Film Festival / German Film Critics Award / Festival de Moscow

...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...