sexta-feira, 13 de maio de 2011

Brancaleone nas Cruzadas



O bravio cavaleiro medieval Brancaleone, depois da primeira aventura, que você assistiu em " O Incrível exército de Brancaleone " retoma a sua saga do ponto onde interrompeu : partindo à procura da terra santa com o seu bando de seguidores fanáticos (destaque para o cristão auto-flagelador). Pelo caminho se juntam à trupe mais figuras inusitadas para viverem grotescas situações.




O exército de Brancaleone acaba encontrando o mesmo destino que muitos lunáticos que se lançaram nas cruzadas acharam: vagar sem rumo por uma Europa devastada pela peste e pelas guerras. Revisões históricas recentes sinalizam que dos muitos absurdos cometidos pelo homem, as cruzadas estão no top 10 sem dúvida, e nada melhor do que uma comédia italiana para brincar com os esteriótipos da Idade Média. Filmaço ! Ah, e assistir ao primeiro antes não é aconselhável, mas sim obrigatório !

Título original : Brancaleone alle crociate
Ano : 1970
Diretor : Mari Monicelli
País : Itália
Awards : San Sebastián International Film Festival

DVD

...

Global Metal


Depois da primeira aventura do antropólogo metaleiro Scot McFadyen, o excelente Metal uma jornada headbanger, ele volta com esta segunda parte, analisando o impacto global da cultura metal, em locais de origens muito distintas da matriz anglo saxônica que a originou : Brasil, Israel, Japão, India, China, Indonesia e Oriente Médio. Scot se depara com lugares que são, de fato, Heavy Metal, e entende que, em parte, o metal é mesmo mais apropriado para servir de trilha sonora onde situações de miséria, alienação e aculturação são corriqueiras.




Desde o começo da mudança do eixo do metal para a periferia global, puxada pelo Sepultura há mais de vinte anos, até os primeiros espasmos do gênero no Oriente Médio, em pleno século XXI, o documentário vai agregando valores diversos na sopa, e no final das contas é um filme mais centrado no fenômeno da globalização do que no gênero musical em si , tarefa ultima , que aliás, já havia sido perfeitamente cumprida pelo primeiro filme. Um documento para se entender também um pouco melhor onde o mundo se encontra nesse momento.

Título original : Global Metal
Ano : 2008
Diretor : Scot McFadyen
País : Canadá
Awards : Possible Worlds Film Festival

DVD

...

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Le Voyage dans la Lune



Durante um congresso científico, o professor Barbenfouillis convida seus colegas cientistas a participarem de uma viagem exploradora na lua. Quando finalmente os desbravadores chegam ao seu destino, se surpreendem ao aprenderem que a lua já era habitada por selvagens. Esta é a (então) originalíssima estória desse marco do cinema, em um tempo em que a coisa toda era pura experimentação.




Em 1902, Georges Méliès dirigiu este filme antológico que conseguiu, de uma só vez, ser tudo isso : o primeiro longa metragem (tem cerca de quinze minutos , enquanto os outros filmes da época mal chegavam a dois),o primeiro filme surrealsita, o primeiro filme de fantasia pura (ao contrário das austeras cenas cotidianas feitas pelos irmãos Lumière), o primeiro filme de ficção científica, que é , com espanto , até hoje o protótipo do gênero: viagens interplanetárias, extraterrestres e viagem ao fundo do mar de quebra.




Méliès (que representa o professor Barbenfouillis) era, de fato um cara excêntrico. Estava ligado à espetáculos de mágica e teatro popular, e foi quem em grande parte, sugeriu que o cinema deveria ser sim, um pouco circense, algo que nos levasse à alguns momentos de escapada, e nada mais circense do que um bom blockbuster Hollywwodiano. Enfim, muita gente boa deveria beijar a mão do cara, inclusive Kubrick e Spielberg. Os Smashing Pumpkins já beijaram, no lindo videoclip de Tonight Tonight, e eu estou beijando, com esta postagem.





Para quem é amante do cinema e ainda não viu, não pode perder. É uma linda obra, emocionante, uma apoteose da Art Noveau , em forma e motivo. O retrato exato da euforia de um momento em que o mundo, impregnado de Julio Verne e H. G. Wells, depositava todas as sua esperanças nas maravilhas de uma jovem industrialização. E a promessa de continuar vivendo em uma Belle Époque parecia um sonho sem fim..




Título original : Le Voyage dans la Lune
Ano : 1902
Diretor : Georges Méliès
País : França
Awards : Zlín Student Film Festival / Athens Film Festival

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...