domingo, 14 de agosto de 2011

O Retrato de Dorian Gray



Dorian Gray é um jovem aristocrata britânico, que em meio às incertezas da juventude deixa-se influenciar pelas idéias de Lord Henry, um verdadeiro profeta do hedonismo, firme defensor de um ideal de vida baseado na beleza física e no prazer sem limites. As idéias cínicas e egocêntricas de Lord Henry acabam seduzindo o inocente Gray, que logo desejará ardentemente para si nada além do que manter sua bela figura e juventude para sempre. E Gray acaba conseguindo o que deseja, de uma maneira bastante interessante: um espetacular quadro pintado por seu artista pessoal, Basil Hallward, iria se decompor em seu lugar, enquanto o jovem permaneceria como um "Adônis feito de marfim e pétalas de rosa" eternamente...



Trata-se de uma adaptação magnífica da célebre obra de Oscar Wilde, o iconoclasta escritor irlandês que apavorou os bons costumes da velha Inglaterra em plena era vitoriana. Wilde era um sujeito culto e muito eloqüente, mas também excêntrico e mundano, cujos hábitos de vida incluíam bebedeiras, noitadas, e a então inadmissível prática do "amor que não ousa dizer o nome". Por causa deste hábito, Wilde, notório amante de diversos rapazes, acabou por ser preso acusado de sodomia, prática que era considerada criminosa no Reino Unido de então.


O filme é uma adaptação bastante fiel do livro. Por força das circunstâncias (é um filme de 1945 e produzido por um estúdio prestigiado) retrata a óbvia questão gay de maneira um tanto quanto velada, nas entrelinhas, porém evidente o bastante para ser percebida. Aqui e ali transbordam referências pessoais do próprio Wilde, além da homossexualidade, como o forte apego estético, a extravagância, o dandismo, a decadência, a misoginia, e sobretudo o narcisismo, o traço mais comentado de sua personalidade, pois afinal há um tanto de narcisismo no amor entre iguais, onde de certa forma busca-se a imagem de si mesmo no outro. Considerado como uma obra prima da literatura de língua inglesa, trata-se igualmente de um filme obrigatório.

Título original: The Picture of Dorian Gray
Ano: 1945
Diretor: Albert Lewin
País: USA
Awards: Globo de Ouro / Hugo Awards

DVD

...

2 comentários:

  1. Adoro cinema e esse blog é simplesmente fantástico.
    Estou construindo um blog também e preciso de uma forcinha...dê uma passadinha por lá e confira!!!
    Valeu pelos posts!

    adrinaseabra.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá! Adorei seu blog, muito criativo! Também tenho um blog e gostaria que vc desse uma olhada. O endereço é: http://www.criticaretro.blogspot.com/ Passe por lá! Lê ^_^

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...